a time-worn excuse

12_2015

‘dezembro é o tempo que se gasta, as nuvens apagadas no final do sol. gosto de provar o improvável, como todos os que me conhecem adivinham. preciso de uma espécie de lágrima para que uma espécie de abraço me cure.
só as pessoas sabem o que move as pessoas.
a mim move-me a incerteza, o instante absurdo.
e tu.’

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s